Saiba como armazenar corretamente os materiais da sua obra

A rotina de um espaço em obra pode ser bem caótica: barulho, quebra-quebra, sujeira, trabalhadores por todo lado e entulho. Mas pensando em reduzir o desperdício de materiais, melhorar a logística e diminuir a sua dor de cabeça, a Cidade Engenharia reuniu dicas para o armazenar os materiais da sua obra. Listamos os 10 mais usados.

Mas antes de conhecer as especificidades de cada um, você sabia que o armazenamento ou estocagem adequada promovem o melhor aproveitamento do espaço; reduz o custo de movimentação de materiais, o risco de perda e dano; e facilita o controle sobre eles? Então, leia nossas dicas abaixo e saiba como deve ser o armazenamento ideal para cada tipo de insumo.

CIMENTO E CAL

O grande vilão desses materiais é a umidade e em regiões litorâneas, como a nossa, devemos redobrar o cuidado. Mas atenção, a umidade que pode estragar seu cimento não provém apenas da água da chuva ou de acidentes em torneiras e canos. Ela também está no chão, no ar e nas paredes. Por isso, recomendamos:

  • Estocar em um local coberto, fechado e seco;
  • Acomodar os sacos em um estrado de madeira elevado em 10 cm do chão e, pelo menos, 30 cm das paredes;
  • Forrar o chão embaixo do estrado a fim de evitar a umidade do solo;
  • As pilhas de cimento devem ter no máximo dez sacos de altura e, no caso do cal, no máximo 15 sacos;
  • Atentar-se a data de validade do material.

    AREIA E BRITA

    Esses materiais são bastante voláteis. Portanto, é importante:

  • Atentar-se ao vento e à umidade;
  • Dar preferência a locais planos e com contenções laterais para evitar o escoamento em casos de chuva;
  • Não deixar em contato com o solo para evitar contaminação.

    TIJOLOS E BLOCOS

    Esses são materiais mais resistentes, que não demandam tanto cuidado quanto outros, no entanto:

  • Devem ser estocados em local plano;
  • Podem ser armazenados em local aberto, desde que coberto por lona;
  • Sua empilhamento deve seguir o princípio de amarração: dispostos em fiadas, com variação no sentido dos blocos         (horizontal e vertical), assim a pilha tem mais estabilidade;
  • É recomendável executar contrapiso na área de estocagem.

    ARGAMASSA E GESSO

    São materiais perecíveis e muito sensíveis à umidade, portanto deve-se:

  • Conservar na embalagem original, em local seco e coberto;
  • Acomodar os sacos em um estrado de madeira elevado em 10 cm do chão e, pelo menos, 30 cm das paredes;
  • O máximo de sacos empilhados, no caso da argamassa, é de 20 sacos e, no caso do gesso, 10 sacos.

    LOUÇAS SANITÁRIAS

    Essas peças possuem a superfície bastante sensível e suscetível à quebra e a riscos. Portanto, recomendamos:

  • Armazenar em locais aberto e arejados, porém cobertos;
  • Manter na embalagem original e empilhar de acordo com as instruções do fabricante;
  • Proteger de materiais agressivos ou abrasivos e também do contato com os apoios;
  • Sempre evitar o contato direto entre a superfícies das louças.

    AZULEJOS E PISOS

    Também são sensíveis à quebra e a riscos, portanto:

  • Devem ser armazenado em local protegido da umidade e próximo à área onde o material será utilizado;
  • Deve-se manter esses materiais na embalagem original;
  • Empilhar as embalagens em altura máxima de 1,5 metros e sempre verticalmente.

    TELHAS CERÂMICAS

    As telhas podem ser armazenadas em local aberto, seguindo as seguintes orientações:

  • O local deve ser plano e coberto ou deve-se cobri-las com uma lona;
  • As telhas devem ser acomodadas verticalmente, em até três fiadas sobrepostas, sobre uma camada de areia, evitando contato com terra ou barro;
  • A parte superior das telhas, onde fica o pré-furo, deve ficar voltada para baixo.

    MADEIRAS

    Os materiais de madeira sensíveis à umidade devem ser:

  • Armazenados em ambientes livres de umidade, geralmente cobertos e fechados;
  • Dispostos em pilhas horizontais para não empenar;
  • Preferencialmente depositados em pilhas sobre um estrado de madeira, a fim de evitar contato com a umidade do solo.

    TINTAS

    Exceto pelas tintas a base d’água, geralmente esse material contém solventes inflamáveis em sua composição. Considerando isso, recomendamos:

  • Armazenar em local bem arejado e coberto, longe de materiais inflamáveis;
  • Podem ser empilhadas em até 10 galões ou 5 baldes de 18 litros.

    VIDROS

    Esse material demanda uma série de cuidados, pois é facilmente danificado. Então, recomendamos que a entrega do vidro na sua obra seja planejada de forma que ele seja logo assentado.

    E aí, gostou das dicas? Agora que já sabe como armazenar cada material,confira esse texto com informações sobre como controlar os gastos da sua obra.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *